Jefferson Giovani

Empreendedor Criativo
MariaDB - Um novo SGBD
0 comments

Surge um novo SGBD: MariaDB (Adeus MySQL?)

Para este primeiro post do meu blog vou finalizar este artigo que comecei estruturar no ano passado (2013) espero que eu não esteja enferrujado para escrever (risos).

Primeiramente, todos devem saber que um SGBD (Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados) é o conjunto de ferramentas (softwares) utilizadas por profissionais de tecnologia da informação para gerenciar uma ou mais bases de dados, dentre os mais famosos e mais usados SGBDs do mundo está o MySQL, inicialmente criado pela empresa sueca “MySQL AB”.

Mas, um projeto grandioso chamado MariaDB está ameaçando a longevidade do MySQL, mas qual o motivo pelo qual o MariaDB surgiu?

Eu posso apontar alguns marcos que podem ter contribuído com o seu surgimento. Vamos a alguns trechos da história do antecessor do MariaDB, o MySQL.

 

Um pouco de história

Em 2008 o MySQL foi comprado pela SUN por US$ 1 bilhão, na época, pesquisas apontavam que o MySQL estava instalado em mais de 10 milhões de máquinas do mundo todo. Entre seus maiores utilizadores estavam empresas como o Facebook (MySQL e PHP), Wikipédia (MySQL e PHP) e nada menos que o Google (em vários de seus produtos). A intenção da SUN era usar o próprio respaldo que tinha como empresa para aproximar o MySQL de grandes corporações.

Em 2010 a Oracle comprou a SUN e com ela vieram o OpenOffice e o MySQL. A proposta de compra já estava feita desde 20 de Abril de 2009, mas para ser liberada passou por investigações da Comissão Europeia para evitar formação de monopólios no mercado.

Todos imaginaram que a compra iria ser extremamente saudável, mas alguma coisa saiu errado no meio do caminho e após a Oracle ter ignorado vários BUGs, não ter mantido Feedback com a comunidade e ter demonstrado pouca visibilidade pública aos lançamentos de novas releases, percebeu-se uma baixa no volume de participantes da comunidade MySQL, pois estes já estavam trabalhando para melhorar um FORK(cópia) chamado MariaDB.

 

Mas quem está cuidando do projeto?

Quem tomou as rédeas do desenvolvimento do MariaDB foi justamente o criador do MySQL, Michael ‘Monty’ Widenius, que não ficou nada contente com a venda do MySQL para a Oracle, durante a compra os criadores do MySQL recorreram, inclusive, a medidas judiciais para tentar barrar a compra. Eles na verdade estavam temendo que a Oracle fosse comercializar o MySQL e fechar o código-fonte. Somente depois de muita briga é que houve um acerto, onde a Oracle se comprometia a manter os termos de licença do MySQL, com isso ocorreu a fusão.

E adivinha só quem esteve ajudando o MariaDB? Nada menos que o mestre das buscas, o Google, falarei mais sobre isso em um próximo post.

 

Porque usar o MariaDB?

Além do fato de o MariaDB estar amparado por toda a filosofia de software livre, ele apresenta várias vantagens perante seu irmão mais velho.

São extremamente perceptivos, os benefícios quanto ao desempenho da aplicação que usa o SGBD e a queda na carga de Hardware do servidor. Eu não consegui encontrar gráficos comparativos na internet que comprove os argumentos através de números, mas a confiança no poder de fogo do MariaDB pode ser encontrada em relatos como este, do próprio Facebook e os anseios e tutoriais do Janio Sarmento (Neste artigo e neste artigo), que migrou boa parte da sua infraestrutura de servidores para o MariaDB.

 

Mas e agora MySQL, depois de alguns burburinhos de que a Oracle poderia começar a comercializá-lo e perante um irmão tão mais poderoso será que você tem algum brilho para um futuro próximo?

 

Comments are closed.