Jefferson Giovani

Growth & BDT
0 comments

4 passos simples para gerar extrato OFX de cartões Santander

Se você chegou até esse post através de motores de busca, já sabe que o Santander não disponibiliza arquivos OFX para as movimentações do cartão de crédito, o que é muito inconveniente principalmente se você for tão dedicado quanto eu e minha esposa à organização das finanças pessoais ou empresariais.

Bem, é importante deixar claro que não tem como gerar o OFX diretamente pelo Internet Banking do Santander, então o que vou explicar não é exatamente como EXPORTAR, mas sim como formatar os dados do Santander para que seja possível gerar um arquivo OFX. =)

 

01. Copiando/obtendo os dados

Acesse sua conta do Santander, selecione e copie (ctrl+c) os dados na tela de visualização da sua fatura, veja abaixo um exemplo devidamente censurado:

Extrato do cartão de crédito do Internet Banking do Santander

 

02. Pré-formatando os dados (Opcional)

Em um editor de texto de sua preferencia, remova os “lixos” que vieram da tela anterior.

Eu gosto muito do Visual Studio Code para essas tarefas rápidas, veja abaixo um comparativo do Antes X Depois dos meus dados.

Dados do Santander Pre-Formatados

Nesta etapa, o que eu fiz foi nada mais do que remover as linhas vazias, pra facilitar a formatação no próximo passo.

 

03. Preparando o arquivo, e exportando para CSV

Agora, cole os dados pré-formatados em um software de planilhas, como o Microsoft Excel (Eu uso a suite do Google), e formate à gosto, deixando o arquivo o mais simples possível, veja como o meu ficou:

Santander - Formatando planilha para geração do CSV

 

Para finalizar esta etapa, salve o arquivo final como CSV.

 

04. Gerando o OFX do Santander

Pra gerar o arquivo OFX, basta usar um conversor de CSV para OFX como o csvconverter.biz.

Crie uma conta e siga o “step by step” natural da ferramenta, enviando o seu CSV recém criado.

O único detalhe a ser observado é o tipo de cada coluna, que você pode deixar assim:

Campos para formatar CSV para OFX

 

Prontinho, agora você tem um arquivo que pode ser importado para conciliação em qualquer sistema financeiro que ofereça a opção de conciliação bancária.

 

Leave A Comment