Jefferson Giovani

Empreendedor Criativo
Como mensurar a criatividade
0 comments

Como mensurar a criatividade?

Há algum tempo atrás, entrei em um debate com o Samuel Leite (Fundador e CEO da Digitale/Attitude), pelo Twitter. Eu queria saber se ele tinha algum método específico para poder precificar de forma mais sólida, os trabalhos feitos para áreas que exigem criatividade, imersão mercadológica no ramo de atividade do cliente, e que por sua vez possuem muito mais valor intangível do que tangível.

Esta dúvida me ocorreu, porque eu sempre trabalhei cobrando um valor baseado no volume de horas empregado em cada projeto/trabalho. Entretanto, um “Branding” é muito inconsistente. Tanto pode ser concebido em algumas horas de conversa com o cliente, quanto pode levar anos para ser realmente consolidado.

Anos? Sim, anos! Um exemplo disso é um fantástico cliente que hoje está na Dabliote, e que eu e meu primeiro sócio (e irmão), estamos trabalhando há quase 3 anos, e ainda não está nem na metade de todo o projeto inicial planejado. Em breve, quero fazer um post falando sobre o projeto Sudoeste Transportes.

Abaixo, vou deixar os vídeos para que vocês vejam como foi nossas opiniões.

 

Primeiro o vídeo do Samuel. (Que não foi bem dentro da pergunta que eu havia feito)

 

E agora o meu, confundindo e enrolando ainda mais toda essa história de precificação.

Até breve pessoal.

Comments are closed.